sábado, 31 de dezembro de 2011

Ó Icozeiro, como é grande o meu amor...





O ICOZEIRO vai deixar saudade

Banda Municipal Maestro Gonçalo Farias dos Santos

O 1º Festival da Cultura Icoense - ICOZEIRO, aconteceu de 18 a 30 de Dezembro, sediado no Centro de Arte e Cultura Prefeito Aldo Marcozzi Monteiro (antiga cadeia). O festival deu vida à antiga cadeia durante os treze dias de exposições e apresentações artísticas, e emocionou ao público local e às pessoas que visitam nossa cidade nesse período de fim de ano.

O ICOZEIRO conseguiu reunir mais de 200 artistas em aproximadamente de 60 apresentações. O público estimado foi de mais de cinco mil pessoas. Houve exposição de pinturas, esculturas e fotografias. Apresentações culturais nas áreas de dança, teatro, audiovisual, música e literatura. 

A programação também contou com uma oficina, duas palestras e o 1º Fórum de Cultura de Icó, o qual iremos publicar a carta que resultou da discussão do fórum no fim desse post.

DESTAQUES DO ICOZEIRO

Muitas foram as manifestações artísticas e os artistas que passaram pelo ICOZEIRO, iremos destacar alguns, já que é impossível lembrar de todos, pois na programação prevista houve remanejamento, desistências e foram incluídas algumas performances e shows no decorrer do evento. Desde já peço desculpa se não citaei o nome de alguém ou de alguma apresentação aqui.

HOMENAGEM A ALTINO AFONSO

Na abertura do evento foi feita a entrega do Prêmio Pedro Théberge ao historiador e mestre da cultura icoense Altino Afonso. Depois de uma explanação sobre o Patrimônio Cultural de Icó, o Sr. Afonso foi agraciado de surpresa com essa comenda.

EXPOSIÇÕES
 

 Biro Biro (foto) foi o grande destaque na exposição, foram expostos os seus painéis que fizeram parte da decoração do Forricó 2011, uma gigantesca tela que ficou ao lado do palco principal do ICOZEIRO, e pinturas e desenhos nas celas. Ele também foi o responsável pela coordenação das exposições. Em seus trabalhos ele mostrou muita versatilidade e no último dia do evento pintou ao vivo para o público juntamente com Beethoven Cavalcante, Neide Pinto, Nailê Cidrão e José Faustino, este último fez desenhos de momentos do festival. Vários outros artistas também participaram das exposições.

TEATRO




O teatro teve uma boa participação no festival, mas devemos reconhecer que o grande momento foi na segunda apresentação, no dia 27 de Dezembro, do espetáculo "Diário de Dois Loucos", do Grupo de Teatro Arte da Ribeira. Com texto de Bené Tavares, o espetáculo encenado por Beethoven (foto) e Davina arrancou aplausos com o público de pé.

Outros espetáculos apresentados foram: "As aventuras de Cafuçu" da Cia. Cinceratos, "A grande Interrogação" do Grupo Vassouras de Teatro e "O Auto da Camisinha" do Grupo de Teatro Arte da Ribeira.

MÚSICA
 

 A música foi a linguagem artística que mais participou do festival. Chorinho, MPB, forró, brega, música clássica, Pop rock e muitos outros estilos estiveram presentes no repertório dos músicos e cantores icoenses.

A Banda Municipal fez a abertura do evento e também apresentou algumas músicas em outro dia do evento. Destaco aqui alguns dos artistas e grupos da área da música no ICOZEIRO: Eugênio Gouveia, Antônio Hélio, Bruno Sax, Rota do Samba, Bonfim Estevão, Coral da FENABB Eutímia Maciel Moreira, José Marcos, Gilberto Brito, Socorro Gaitada, Bruno Kaoss, Pedro Alex, Pedro Lucca (foto), Jônatas Weima, entre outros.

LITERATURA

Alguns escritores icoense estiveram no ICOZEIRO, Wellington Carneiro pela primeira vez apresentou ao público suas poesias e crônicas. A leitura de sua obra no dia 28 de dezembro foi marcada pela coragem de apresentar suas produções com conteúdo homo afetivo.

Eu, Marcos Mota, fiz a leitura dramática do espetáculo teatral "O Silêncio" de Getúlio Oliveira, confesso que fiquei impressionado com a concentração do público durante os quarenta minutos da leitura.

As professoras Jorginha e Amanda fizeram uma significativa homenagem ao poeta Chico Vitor no último dia do ICOZEIRO, 30 de Dezembro. Vários poetas exibiram suas poesias na exposição das celas.

CINE DOS ICÓS

O grande momento foi a apresentação no ICOZEIRO da cineasta Ângela Jomara natural de Icó, o seu primeiro filme "REPUTAÇÃO", que foi exibido no dia 25 de Dezembro, este ano também esteve na Mostra Olhar do Ceará no Cine Ceará.

Houve também a exibição dos filmes "A Sentença do Pau-Brasil", que relata uma lenda de nossa cidade (22/12), "Um Chão de Esperança" (25/12) filme paraibano com participação do icoense Bené Tavares e "O Dilúvio do Salgado" (29/12) uma animação produzida pelos alunos de uma oficina do Cine SESI realizada em Icó no ano de 2010.

DANÇA

Infelizmente a dança teve pouca participação no ICOZEIRO, mesmo assim destacamos o bailarino Eliacildo, que fez uma apresentação solo no dia 19 de Dezembro e deu conta do recado. O Grupo Yargo Revolution, que cancelou uma de suas apresentações, na segunda foi breve e deixou um gosto de quero mais.       

ORGANIZAÇÃO

A união dessas duas organizações (ACAI - Associação Cultural e Artística Icoense e AMICÓ - Associação Filhos e Amigos de Icós) não poderia ter dado mais certo. É claro que nem todos os associados aparecem para pegar no pesado, mas boa parte esteve presente e fez a diferença, fazendo o ICOZEIRO acontecer muito organizado dentro de suas limitações, já que o festival teve orçamento zero. Destacamos o trabalho de Yuri Guedes, Heitor, Ícaro, Bené Tavares, Beethoven Cavalcante, Vítor Luís e  Justo e Cidinho. 

O ICOZEIRO teve uma pessoa que coordenou todos os trabalhos, desde a ideia inicial do evento, sua divulgação e realização. Estou falando de Daniel Bruno (ou Bruno Kaoss, se preferir), com sua articulação entre os artistas foi ele quem fez a grande diferença no ICOZEIRO. O trabalho do Bruno inspirou a todos, que juntamente com a parceria de todos da organização, os artistas e os apoiadores fez do ICOZEIRO o maior evento de cultura já realizado em Icó.

APOIO CULTURAL

O ICOZEIRO este ano teve alguns apoiadores:

A principal foi a Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultura que cedeu os espaços para realização do evento e financiou a impressão dos cartazes e folders. Como também os programas da Secretaria da Cultura: Teatro da Ribeira dos Icós, Cine dos Icós e Núcleo de Música Sobrado Canela Preta cederam seus espaços, equipamentos e funcionários para o ICOZEIRO.

A Secretaria da Educação de Icó, emprestou um som e imprimiu o banner do evento.

Brasil FM, Papagaio FM, Rádio Icó Centro, Icó FM, Site Icó é Notícias e Icó Cultural foram parceiros na Divulgação.

As Lojas Maçônicas emprestaram cadeiras juntamente com a Secretaria de Ação Social de Icó.

O Ponto de Cultura Criativa Musical realizou uma oficina de Cultura Digital.

O Festival merece maior investimento do poder público e privado, pois os artistas e organização já mostraram o seu potencial de que conseguem fazer um evento de qualidade e organizado.

Feliz 2012 para todos e vida longa ao FESTIVAL DA CULTURA ICOENSE, O ICOZEIRO. 

Carta aberta do Icozeiro

Icó-Ceará, 21 de Dezembro de 2011.

De 18 a 30 de Dezembro de 2011 na nossa cidade está sendo realizado o 1º Festival da Cultura Icoense – ICOZEIRO, sediado no Centro de Arte e Cultura Prefeito Aldo Marcozzi Monteiro (antiga cadeia), realizado pela Associação Filhos e Amigos de Icó (AMICÓ) e Associação Cultural e Artística Icoense (ACAI). Estão acontecendo exposições de artes visuais e apresentações artísticas. Dia 19 de Dezembro, às 17h, no Teatro da Ribeira dos Icós aconteceu o I Fórum da Cultura Icoense, onde participaram representantes de várias linguagens culturais e artísticas.
Neste encontro foram abordados assuntos relacionados ao segmento cultural local, destacando a importância de se difundir a identidade cultural de nossa terra. Foram discutidos pontos sugeridos pelos próprios participantes.  
            Debatido inicialmente a falta de valorização dos artistas locais, sendo proposta a inclusão dos artistas icoenses de várias áreas nos eventos realizados pelo Governo Municipal, assim como o apoio dos governos (Municipal, Estadual e Federal), empresários e sociedade local nas atividades culturais realizadas pelos artistas da terra.
            Para dar acesso a população aos eventos culturais, outro ponto sugerido foi a descentralização dos programas culturais para os bairros, distritos e localidades rurais. Intensificando também a programação voltada para os estudantes das escolas nas redes municipal, estadual e privada, levando os projetos para dentro dos muros da escola e também deslocar alunos e professores para participar das atividades nos equipamentos culturais da cidade (Teatro da Ribeira dos Icós, Centro de Arte e Cultura Prefeito Aldo Marcozzi Monteiro (antiga cadeia), Núcleo de Música Sobrado Canela Preta, Largo do Théberge e praças).
            Foi acordado entre os presentes no fórum que os artistas participem mais dos eventos culturais, articulem-se, promovam uma união para buscar soluções, reivindiquem, criem alternativas para o setor e incentivem a produção cultural artística nos distritos e localidades rurais. Devendo também em suas produções culturais valorizar a identidade cultural icoense, nordestina e brasileira. Oferecendo também a comunidade local a oportunidade de apreciar produções culturais e artísticas de diferentes áreas, concepções e estéticas.
             Todos concordam que o Fórum de Cultura de Icó deve se reunir periodicamente para continuar com as discussões acerca do setor cultural icoense.

Participantes:
Alecxandro da Silva Barbosa
Beethoven Cavalcante Germano Moreira
Bené Tavares da Silva
Carlos Alberto Torres Dias
Daniel Bruno Batista Martins
Davina Fernandes de Lima
Francídio Batista de Almeida
Francisco Germano Moreira
Francisco Wellington Carneiro de Souza
Haylon Bezerra Araújo
Heitor Amorim Muniz
Ícaro Guedes de Lavor
José Araújo Júnior
José Justo Neto Júnior
Marcos Chagas Mota
Paulo Victor Soares Pinheiro
Pedro Alex da Silva Teixeira
Yuri Guedes de Lavor


Noticia originalmente publicada no blog: Icó cultural

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Icozeiro

Pintando ao vivo



Hoje nós teremos no Icozeiro, pintura ao vivo, com Biro-Biro, Naylê Cidrão e Beethoven Cavalcante, não percam, venha prestigiar esses artistas icoenses com estilos e técnicas tão peculiares.


















Convidamos também a todos para trazerem seu material de desenho e pintura,  e que venham participar conosco desse momento.

Icozeiro: FOTOS

Espetáculo: A Grande Interrogação, com o Grupo Vassoura de Artes.




Performance poética com Wellington Carneiro

Show musical com Pedro Alex e banda

Show musical com Bruno Kaoss e banda

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Resultados parciais do Icozeiro


E o Icozeiro está chegando no final com muitos aplausos e elogios. E Nós do Grupo de Theatro Arte Da Ribeira estivemos presentes por todos esses 9 dias de festival (mas ainda não acabou...faltam três dias de festival!), começamos nossa participação na abertura oficial do festival no dia 18 de Dezembro em um cortejo brincante que animou o grande Largo do Theberge, alguns de nossos atores fizerem apresentações solo como Wellington Silva com o seu monólogo "Eu Sou Assim...", no dia 19, e Iolanda Reis que apresentou também o seu monólogo "Deus Negro" no dia 21. Fizemos também um quadro de intitulado "Dublagem Cênica",interpretando as músicas Brega-Chique de Eduardo Dusek e Siga seu Rumo de Jane e Erondir.Na sexta-feira dia 23 de Dezembro fizemos nossa 18° apresentação do espetáculo "O Auto da Camisinha", mas mesmos assim teve aquele gostinho de estreia, por ter sido apresentada em um local bem diferente e por ter tido um público bastante respectivo. Na segunda-feira dia 26 fizemos mais uma grande estreia do nosso novo espetáculo " Diálogo de Dois Loucos", interpretado por Beethoven Cavalcante e Davina Fernandes, a esquete foi aplaudida de pé deixando os atores emocionados, por não esperar por esse grande sucesso, tanto que foi reapresentada no dia seguinte(dia 27),  arrancando da platéia novamente aplausos fervorosos, e assim terminou a participação do Grupo de Theatro Arte da Ribeira nesse grande Festival da Cultura icoense (ICOZEIRO), que veio pra ficar.

Ficamos agora na espera para a volta do Grupo Vassoura de Artes aos palcos, que vai acontecer hoje dia 28 de Dezembro, com o espetáculo "A Grande Interrogação", que é composto por duas esquetes humorísticas.

Em breve estarei postando os resultados finais do festival e as fotos das apresentações.
Até lá!!!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Programação do Icozeiro



PROGRAMAÇÃO DETALHADA DO ICOZEIRO
                                              


                                                

Dias 16, 17 e 18/dez.

Oficina de Cultura Digital TEMA: Música na Pós-Modernidade!
Local: Laboratório de Informática do Vivina Monteiro.
Ministrante: Philipe Ribeiro (Tuxáua)
Realização: Ponto de Cultura Criativa Musical de Icó-Ce.
·          A oficina é de 20h com a seguinte grade extremamente maleável e flexível:
Dia 16 (6ª feira):
- manhã (8h-12h): abertura, bate-papo sobre cultura colaborativa, direitos autorais e a realidade local ("sentir a turma").;
- tarde (14h-18h): ferramentas de comunicação colaborativa ("se joga na rede!);
Dia 17 (sábado):
- manhã (8h-12h): produção de conteúdo colaborativo;
- tarde (14h-18h): produção de conteúdo colaborativo;
Dia 18 (domingo):
- manhã (8h-12h): publicação do conteúdo em servidores multimídia e integração com redes sociais e grupos ligados ao tema abordado;
- tarde: livre p/ conhecer a cidade.        
                  
Domingo 18/dez.
ABERTURA OFICIAL:
(1) Cortejo Brincante com os Artistas a Pé liderados pela Banda Municipal nas ruas históricas da cidade. (2) Execução do Hino Municipal. (3) Esboço Histórico com os integrantes do Leo Club de Icó. (4) Palestra com Altino Afonso. (5) Falas e Solenidades.
2ª feira 19/dez.
·          I Fórum da Cultura de Icó
Tema: IDENTIDADE CULTURAL
As 17h
Local: Teatro
·          Grupo de Teatro Cabaça
Peça: O Camponês e o Sertão
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·         Eliacildo (Bailarino)
Ballet Contemporâneo
As 19h30
Local: Antiga Cadeia
·          “Eu Sou Assim...”
Monólogo com Wellington Silva
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Eugênio Gouveia e os 3 do Improviso
As 20h30
Local: Antiga Cadeia


3ª feira 20/dez.
·         CAMPANHA HEMOCE
Doação de Sangue e Cadastro de Medula Óssea
Das 08h00 ás 15h00
Local: Teatro Municipal
·          SHOW DE VIOLEIROS
Com Antônio Hélio
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·          Espetáculo Teatral Jack e Rose
com Wellington Silva e Lidiana Chaves
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Bruno Sax
Show: O Som do Sax
As 21h
Local: Antiga Cadeia
4ª feira 21/dez.
·         CAMPANHA HEMOCE
Doação de Sangue e Cadastro de Medula Óssea
Das 08h00 ás 15h00
Local: Teatro Municipal
·          Trio da Ribeira – Dublagem Cênica
com Beethoven Cavalcante, Davina Fernandes e Jucicleide Aldina
As 19h30
Local: Antiga Cadeia
·          Marcos Mota – Leitura Dramática
“O Silêncio” De Getúlio Oliveira
As 20h30
Local: Antiga Cadeia
·         Monólogo “DEUS NEGRO”
Iolanda Reis
As 21h30
Local: Antiga Cadeia


5ª feira 22/dez.
·         CINE DOS ICÓS
Filme: “O PAU BRASIL”
Direção: Francis Vale
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·         Kátia Silvestre e Show
Show: UM DIA DE DOMINGO
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·         Rota do Samba
LANÇANDO O SEU 1º CD
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·          Bonfim Estevão ao dos Metais
As 22h
Local: Antiga Cadeia
6ª feira 23/dez.
·         Grupo de Theatro Arte da Ribeira
O Auto Da Camisinha
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·          SHOW DE HUMOR
Com o Palhaço Risadinha
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Zé Nilton do Brega e Trio Pé de Serra
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·          Fábio Melo & Mailsson dos Teclados
As 22h
Local: Antiga Cadeia

Sábado 24/dez. NATAL
NÃO HAVERÁ EVENTOS
                                     


Domingo 25/dez.
·         CINE DOS ICÓS
Filme: “REPUTAÇÃO”
Direção: Ângela Jomara e Armando Dias
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·          Grupo Yargo Revolution
com as Coreografias Homenagem à Michael Jackson e Fire Step
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Luíz Filho
Voz e Violão
As 22h
Local: Antiga Cadeia


2ª feira 26/dez.
·         Grupo de Theatro Arte da Ribeira
Peça: Diálogo de Dois Loucos - com Beethoven Cavalcante e Davina Fernandes
As 19h
Local: TEATRO
·          PALESTRA
Professor Pedro Júnior
As 19h30
Local: Teatro
·         CORAL DA FENABB
Eutímia Maciel Moreira
Cânticos de Natal e Outros Cantos
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·          RECITAL DE PIANO
José Marcos
As 20h
Local: TEATRO
·         Grupo de Teatro SINCERATOS
“As Aventuras d e Cafuçú”
As 22h
Local: TEATRO 


3ª feira 27/dez.
·         RECITAL DE VIOLÃO
“Violão vagabundo”
Com Gilberto Brito
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·          L. Jonhson Musical
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Socorro Gaitada
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·         Bruno Kaoss
Lançando o seu CD “Fogo-Fátuo”
As 22h
Local: Antiga Cadeia
4ª feira 28/dez.
·          Grupo Yargo Revolution
com as Coreografias Dance and Jump, Top Gear e Free Step sem Parar
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·         PERFORMACE POÉTICA
Wellington Carneiro
(Poesia e Crônica)
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·         Grupo Vassoura de Artes
Peça: “A Grande Interrogação”
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·          Pedro Alex & Banda (participação Especial Nara Lemos)
As 22h
Local: Antiga Cadeia


5ª feira 29/dez.
·          CINE DOS ICÓS
Filme: “Icó – O Dilúvio Do Salgado”
Direção: Coletiva Oficina Cine SESI
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·          Márcio Fernandes & Iran Barley
Voz e Violão
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Salgadinho e Marquinhos dos Teclados
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·         Janne Kely Andrade
Voz e Violão
As 22h
Local: Antiga Cadeia
6ª feira 30/dez.
·         PALESTRA
"Prevenção ao Uso e Tráfico de Drogas"
Com Manoel Humberto Luís Moreira
As 19h
Local: Antiga Cadeia
·         Daniel Angelim e Tico Preto
NO TÚNEL DO TEMPO
As 20h
Local: Antiga Cadeia
·          Jônatas Weima & Convidados
As 21h
Local: Antiga Cadeia
·         Pedro Lucca Cândido
Show: “Flagrando-me Disperso”
As 22h
Local: Antiga Cadeia
*Programação sujeita a alterações
Observação 1: Todos os dias terão exposições de Artes Visuais.
Observação 2: Todos os dias estarão abertos para Apresentações que não estão no Programa Oficial.
Observação 3: Cada grupo terá o espaço MÁXIMO de uma hora para se apresentar, o evento termina ás 23h00
Observação 4: Caso necessário a apresentação de cada grupo deverá ser resumida para dar espaço para as demais atrações
Observação 5: Se não houver tempo a última atração se apresentará no dia seguinte, se necessário.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Marcha das Tochas e cortejo brincante abrem o I Festival da Cultura Icoense



O fogo será o elemento que irá abrir oficialmente o Icozeiro, I Festival da Cultura Icoense, neste domingo [18].

O calor das chamas se unirá ao calor humano do final de ano e brilhará nos seculares becos estreitos e ruas largas da “Princesa dos Sertões”.

A partir das 19h, um cortejo brincante, com os artistas icoenses, fará as honras de abertura do evento, com músicas entoadas pela Banda Municipal de Icó sob a iluminação da história. A marcha das tochas [“Mache aux Flambeaux”] pretende reavivar a História do Icó no dia da extinção da escravidão, em 25 de março de 1883, quando foi realizado esta comemoração.

TRAJETO – O cortejo sairá da do Centro de Arte e Cultura prefeito Aldo Marcozzi Monteiro [antiga Casa de Câmara e Cadeia] e seguirá pelas ruas Desembargador José Bastos, Monsenhor Antero, Ilídio Sampaio [“Rua Grande”], Vicente Feijó e Dr. Inácio Dias, encerrando a caminhada com a solenidade de abertura com o Hino Municipal de Icó.

HISTÓRIA E MEMÓRIA – Logo após a Marcha das Tochas, o primeiro dia do Festival ainda contará com a encenação da Memória icoense, uma viagem através dos três séculos, pelo LEO Clube. O Centro cultural será testemunha da rememoração da época áurea da terra dos sobradões, reforçada na palestra do pesquisador da História de Icó, Altino Afonso.

O público icoense e da região terão 13 dias com dança, teatro, artes plásticas, debates, experimentações artísticas, exposições, palestras, oficinas, literatura, artesanato e campanha de doação de sangue tomarão conta do Festival da Cultura Icoense.

Chamado de "Icozeiro", o evento procura tornar-se um centro irradiador da cultura local e reforçar a identidade da cultura icoense, cuja simbologia está presente na árvore que já foi abundante na região, e que tem na raiz a base forte de sua vida.

OFICINA DE CULTURA DIGIITAL - O evento foi iniciado com a Oficina de Cultura Digital, que é realizada no laboratório da Escola Estadual Vivina Monteiro, entre os dias 16 e 18 de dezembro.

Outra ação paralela que faz parte do calendário cultural é a Campanha de Doação de Sangue, marcada para os dias 20 e 21, a partir das 8hs até as 15hs, no Teatro da Ribeira dos Icós. O espaço teatral ainda receberá a programação do dia 26, com a realização de concerto de piano e peças de grupos de teatro icoenses. No dia 24, não haverá programação, cedida para a paróquia local, em razão das festividades de véspera de Natal.

NÚMEROS – Mais de 50 pessoas estão envolvidas, direta e indiretamente, com a realização do evento, pioneiro no gênero na região do Vale do Salgado e Centro-Sul. No palco do I Festival, passarão quatro apresentações diárias, em média, alternando cantores, grupos teatrais e grupos de dança.

Dentre os nomes conhecidos do público icoense e da região, figuram o violeiro Antônio Hélio, Kátia Silvestre, Rota do Samba [lançamento de CD], Bonfim Estevão, Zé Nilton do Brega, Luis Filho, L. Jonhson, Socorro Gaitada, Bruno Kaoss [lançamento de CD], Pedro Alex, Janne Kely Andrade, Daniel Angelim, Jônatas Weima e Pedro Lucca.

FESTIVAL – O I Festival da Cultura Icoense é uma realização da Associação Filhos e Amigos de Icó [Amicó] e Associação Cutural e Artística Icoense [ACAI] e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Icó, através da Secretaria de Cultura de Icó, Ponto de Cultura Criativa Musical, lojas maçônicas Cavaleiros da Liberdade n° 21 e Cavaleiros Templários n° 125, Rádio Brasil FM, Rádio Papagaio FM, Rádio Icó FM, Icó é Notícia, blog Icó Cultural, Escola Estadual Vivina Monteiro e Leo Clube de Icó. São parceiros deste projeto o Teatro da Ribeira dos Icós, Hemoce Iguatu, Cine dos Icós e o Núcleo de Música Sobrado Canela Preta.

SERVIÇO: Local: Centro de Arte e Cultura Aldo Marcozzi Monteiro [antiga Casa de Câmara e Cadeia].
Data: 18 a 30 de dezembro
Horário: A partir das 19h
Entrada: Gratuita


*Notícia publicada originalmente no Blog Icó é Notícia

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ribeira do Salgado celebra I Festival da Cultura Icoense



Cidadania, educação, memória e história. Estes são alguns dos elementos que se reunirão em um verdadeiro caldeirão transbordante sobre o Largo do Théberge.

O marco zero do trissecular município de Icó será testemunha de um dos maiores eventos em número de participantes e ações realizadas pela comunidade icoense, com acesso gratuito.

O público icoense e da região terão 12 dias com dança, teatro, artes plásticas, debates, experimentações artísticas, exposições, palestras, oficinas, literatura, artesanato e campanha de doação de sangue tomarão conta do Centro de Arte e Cultura Aldo Marcozzi Monteiro, antiga Casa de Câmara e Cadeia. Este é o mundo do I Festival da Cultura Icoense.

Chamado de "Icozeiro", o evento procura tornar-se um centro irradiador da cultura local e reforçar a identidade da cultura icoense, cuja simbologia está presente na árvore que já foi abundante na região, e que tem na raiz a base forte de sua vida.

ABERTURA - O evento terá início com a Oficina de Cultura Digital, que será realizado no laboratório da Escola Estadual Vivina Monteiro, entre os dias 16 e 18 de dezembro. A abertura oficial acontece no domingo [18], com a rememoração de um fato histórico. Na ocasião, será realizado, às 19hs, um cortejo brincante que tocará a “marche aux flambeaux” [marcha das tochas], executada no dia da extinção da escravidão em Icó, ocorrida no dia 25 de março de 1883.

Outra ação paralela que faz parte do calendário cultural é a Campanha de Doação de Sangue, marcada para os dias 20 e 21, a partir das 8hs até as 15hs, no Teatro da Ribeira dos Icós. O espaço teatral ainda receberá a programação do dia 26, com a realização de concerto de piano e peças de grupos de teatro icoenses. No dia 24, não haverá programação, cedida para a paróquia local, em razão das festividades de véspera de Natal.

NÚMEROS – Mais de 50 pessoas estão envolvidas, direta e indiretamente, com a realização do evento, pioneiro no gênero na região do Vale do Salgado e Centro-Sul. No palco do I Festival, passarão quatro apresentações diárias, em média, alternando cantores, grupos teatrais e grupos de dança.

Dentre os nomes conhecidos do público icoense e da região, figuram o violeiro Antônio Hélio, Kátia Silvestre, Rota do Samba [lançamento de CD], Bonfim Estevão, Zé Nilton do Brega, Luis Filho, L. Jonhson, Socorro Gaitada, Bruno Kaoss [lançamento de CD], Pedro Alex, Janne Kely Andrade, Daniel Angelim, Jônatas Weima e Pedro Lucca.

FESTIVAL – O I Festival da Cultura Icoense é uma realização da Associação Filhos e Amigos de Icó [Amicó] e Associação Cutural e Artística Icoense [ACAI] e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Icó, através da Secretaria de Cultura de Icó, Ponto de Cultura Criativa Musical, lojas maçônicas Cavaleiros da Liberdade n° 21 e Cavaleiros Templários n° 125, Rádio Brasil FM, Rádio Papagaio FM, Rádio Icó FM, Icó é Notícia, blog Icó Cultural, Escola Estadual Vivina Monteiro e Leo Clube de Icó. São parceiros deste projeto o Teatro da Ribeira dos Icós, Hemoce Iguatu, Cine dos Icós e o Núcleo de Música Sobrado Canela Preta.

SERVIÇO:

Local: Centro de Arte e Cultura Aldo Marcozzi Monteiro [antiga Casa de Câmara e Cadeia].
Data: 18 a 30 de dezembro
Horário: A partir das 19h
Entrada: Gratuita



::::: PROGRAMAÇÃO COMPLETA



*Matéria originalmente publicada no Icó é Notícia

Gtar - O Auto da Camisinha


 O Grupo de Theatro Arte da Ribeira se apresentou em Cedro/CE, no III Encontro de profissionais da saúde e educação para o PSE, no dia 12/12/11. Com um público animado e divertido o Gtar dá um show de apresentação com o espetáculo O Auto da Camisinha.